O uso do Antigo Testamento no Novo Testamento e suas implicações Hermenêuticas

Esta obra é a compilação de três notáveis ensaios de G. K. Beale publicados pela primeira vez em forma de livro, tendo por fio condutor a defesa da sã doutrina no que se refere à inerrância bíblica, ao combate àqueles que resistem a essa doutrina e à cuidadosa explicação da dinâmica hermenêutica do uso do AT no NT.

• “A visão periférica cognitiva dos autores bíblicos” responde à pergunta “Como lidar com as citações de textos do AT no NT que aparentemente modificam o significado do original ou se chocam com ele?”.

• “O uso de Oséias 11.1 em Mateus 2.15” aborda, com perspicácia e sabedoria, uma das mais controvertidas citações do Antigo Testamento no Novo.

• “A Bíblia pode ser completamente inspirada por Deus e ao mesmo tempo conter erros?” apresenta uma sólida defesa da doutrina da inerrância bíblica, em conformidade com a visão evangélica tradicional e ortodoxa. Um texto muito relevante em meio aos ventos de estranhas doutrinas que sacodem a igreja dos nossos tempos.

Créditos: DIGITAL BOOKS E EMANUENCE DIGITAL

LINK REMOVIDO A PEDIDO DA EDITORA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *