O Direito Ministerial e Pastoral

Uma vez que tratamos e pusemos de lado o assunto do tempo do culto da Igreja, a seqüência da discussão nos leva à consideração do poder da Igreja com referência ao ministério ou ao agente do culto público; ou à consideração do direito e dever da Igreja de separar um grupo específico de homens para que desempenhem as obrigações contidas na administração do serviço a Deus.

Créditos: Projeto os Puritanos

↓Download

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *