Cristianismo e Liberalismo

O maior problema da Igreja é não saber e não querer distinguir entre um cristão verdadeiro e um falso. Uma das obras mais importantes produzidas no calor do debate entre fundamentalistas e liberais no início do séc. XX foi Cristianismo e Liberalismo de J. Gresham Machen , provavelmente o mais preparado exegeta da frente conservadora na época.

A tese de Machen era que a religião resultante do liberalismo simplesmente não era Cristianismo. Criam noutro Deus, usavam outra Bíblia, seguiam outro Cristo e pregavam outro Evangelho.

Créditos: Projeto os Puritanos

↓Download

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *