Comentário Biblico Antigo Testamento – Eclesiastes – R. N. Champlin

Este livro representa um tipo pessimista de literatura de sabedoria oriental, que mistura declarações otimistas que sugerem que um segundo autor pudesse ter estado envolvido, ou que um compilador posterior misturou os sentimentos expressos por dois autores diferentes.

O titulo, no hebraico Qoheleth, que significa Pregador ou Orador da Assembléia, foi traduzido por Eclesiastes, no grego (Septuaginta), de onde também deriva o título em português. À base do vocábulo hebraico temos o substantivo kahai, “assembléia”. Presumivelmente, foi o próprio Salomão quem convocou a assembléia para entregar seus discursos de grande sabedoria.

Este livro contém uma coleção um tanto frouxa de material, sendo difícil estabelecer um estrito esboço do seu conteúdo. O trecho de Ecl. 9.17 -10.20 poderia ser incluído no livro de Provérbios. Algumas porções apresentam o autor refletindo sobre suas próprias experiências ou admoestando outras pessoas, em vez de dirigir um discurso formal a algum tipo de assembléia. A integridade do livro é difícil de ser defendida. Quanto a peças literárias, este vocábulo aponta para o conceito de que o livro foi produzido essencialmente por um único autor, e que existe até hoje conforme foi originalmente escrito. Ver sob esse título.

DIGITALIZADO POR: PRESBÍTERO

↓Download

Últimos comentários
  1. Assis 1 de Março de 2013
  2. edivaldo 23 de Fevereiro de 2013
  3. admin 21 de Fevereiro de 2013
  4. Renato Leite de Souza 19 de Fevereiro de 2013
  5. Pr. Abrahão 13 de Fevereiro de 2013
  6. Leonardo 13 de Fevereiro de 2013
  7. Apologia 13 de Fevereiro de 2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *