Adultério na Igreja – Uma abordagem Preventiva

Alguns médicos, amigos meus, vivem me dizendo que a sua profissão está no limiar de uma revolução. A medicina está mudando o seu enfoque da cura, para a prevenção. Nesse sentido, observamos em nossa sociedade uma ênfase maciça na educação sanitária. Os médicos verificaram que não é suficiente tratar a doença após o seu surgimento. O seu papel é também identificar o modo de vida que resulta em uma saúde deficiente, efetuando correções necessárias antes que surjam os problemas.

Precisamos desenvolver uma mudança semelhante na nossa compreensão do que é a pregação. Reconhecemos que a pregação das Escrituras têm um propósito corretivo: ela é direcionada contra os pecados que já se manifestam em nossas vidas. Ela faz com que esses pecados sejam expostos e condenados e que sejamos corrigidos. Mas a pregação também deveria ter esse aspecto preventivo. Como podemos ver no trecho do livro de Provérbios a preocupação dos autores das Escrituras não era apenas a de condenar os pecados mas também a de preservar os leitores de cair neles.

Créditos: Projeto os Puritanos

†Download

Últimos comentários
  1. admin 4 de junho de 2012
  2. Robson Alves de Lima 4 de junho de 2012

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *